Finanças em equilíbrio: como começar

Na Pier, nós prezamos muito o equilíbrio. E costumamos tratar de assuntos como saúde mental e física muito frequentemente. Mas estar com as finanças em ordem também é importante para ter uma vida mais equilibrada, afinal, quem tem problemas financeiros geralmente não consegue ficar bem emocionalmente. Como anda sua vida neste aspecto?

Você conhece seu orçamento?

Um dos pontos comuns entre quem não consegue equilibrar as finanças nem muito menos guardar dinheiro para uma reserva de emergência é a falta de conhecimento do próprio orçamento.

“É muito grande a fatia das pessoas que não sabem o quanto ganham no mês ou ano. Já notaram como os americanos por muitas vezes falam sua receita anual? Pois é, eles sabem em detalhes seu orçamento.”, conta o administrador e fundador da Plano Consultoria Ricardo Maila.

A sugestão, para quem não sabe direito quanto entra de receita ou sai de despesa, é começar a anotar tudo. Você pode se surpreender com os gastos com cafezinho, uber ou outras coisas quando somados.

“Anote e classifique em categorias tudo o que consome, para que, em meses futuros, possa olhar o passado e readequar os hábitos. Talvez parte da solução venha na troca do caminhar pelo shopping pelo parque público.”, complementa Maila.

Defina sonhos e metas

Outro ponto importante para começar a equilibrar as finanças é definir sonhos e metas para o dinheiro. Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar parece ser válido, certo? Portanto, faça uma lista com planos e metas e estabeleça prazos reais para o cumprimento delas.

Se você quer fazer uma viagem daqui a seis meses, por exemplo, de quanto dinheiro precisará? E quanto terá que guardar por mês para chegar à quantia?

Priorize

Também é importante priorizar. Viver uma vida além dos padrões financeiros que se tem costuma ser a razão para muitas pessoas se endividarem à toa. É fato que quase nunca é possível comprar tudo que se quer, por isso é importante definir a relevância das coisas.

“Não basta organizar e planejar o orçamento, depois enxugar os supérfluos, se no fim não dará maior importância ao que é mais relevante.”, explica Maila.

Guarde antes

Finalmente, não deixe para guardar dinheiro apenas no final do mês e se sobrar. É importante pagar-se antes se você quer começar a equilibrar as receitas e conquistar uma reserva.

“Se deixar para guardar somente no fim do mês, isso é, se sobrar, as chances são grandes de ocorrer mais uma decepção consigo mesmo. Significa que depois de saber o quanto quer ou precisa salvar, execute isso logo quando for possível, nas primeiras entradas de receitas. “, finaliza Maila.

Deixe uma resposta