Há quase um trimestre mais juntos do que nunca

Preparamos com muito carinho uma sequência jamais revelada com os erros de gravação do vídeo de final de ano da Pier:

No fim do ano passado, reunimos o time e produzimos esse vídeo falando do marco de 10 mil membros na comunidade:

10 mil nunca foi só um número. Desde o começo da Pier, quando a gente falava em chegar a esse volume de membros na comunidade, era quase como falar de um número mágico, que ia ajudar a gente a validar nosso modelo de negócios e a hipótese de que era possível fazer um seguro que fizesse o melhor paras as pessoas.

Inspirados pelo ótimo ano que tivemos em 2019, o vídeo transborda a nossa emoção. Como bem disse o Rafa de Dezembro de 2019: “Queremos que vocês saibam que esse é só o começo” e, na sequência, a Ju complementou “Ainda vamos muito mais longe porque estamos juntos”. 

Acontece que esse “juntos” foi tão simbólico. Nunca imaginamos que iríamos precisar tanto estar juntos para superar as dificuldades de 2020. Passados quase 3 meses desde o início do isolamento social, decidimos compartilhar alguns aprendizados com vocês.

Aprendendo com erros

Como sempre lembra o Igor, nosso CEO, se tem uma coisa que você tem certeza é que você vai errar. Na vida e nos negócios, a gente erra mais do que acerta e o que faz a gente andar no eixo é a rapidez com que a gente ajusta a rota.

Os aprendizados que estamos trazendo neste artigo são frutos de muitos erros e acertos que fizemos ao longo desse período.

O início do isolamento

Como já contamos aqui, a Pier é uma empresa distribuída, mas a gente mantém nosso escritório em São Paulo para aqueles que preferem ter uma rotina de trabalho fora de casa. Mas, quando tudo isso começou, nos apressamos em fechar o escritório e colocar 100% da empresa em home office e distribuir nossos equipamentos para quem mora na cidade para oferecer o máximo de conforto possível nesse momento. Mandamos cadeiras, computadores, suportes e tudo mais que pudesse fazer a diferença.

Nosso último dia de escritório funcionando foi no dia 16 de março, segunda-feira, quando anunciamos no All-Hands (nossa reunião semanal com a empresa inteira) sobre as medidas que iríamos tomar no combate à covid-19.

Valores na mesa

No meio da confusão, os valores não ficaram de fora. Acreditamos que eles não sejam tão úteis em comemorações como são nos momentos mais difíceis. Desde o começo da Pier, a gente coloca esforços contínuos em construir uma cultura de muita transparência e decidimos que diante do cenário de incertezas e inseguranças não era a hora de mudar o rumo das coisas. Mais do que nunca, era hora de tirar os valores das paredes e colocar na mesa.

Trate adultos como adultos

“Se quiser adultos trabalhando na sua empresa, os trate como adultos. Se os tratar como crianças, eles vão agir como crianças”. – Ricardo Semler

No All-Hands do dia 23 de março, o Igor tocou a reunião de um jeito diferente. Dessa vez, a dinâmica foi bem expositiva. Ele trouxe para a empresa os estudos que vinha fazendo, mensagens que trocou com outros empreendedores, projeções sobre possíveis cenários futuros. “Não tem motivo para ser otimista”, repetiu ele algumas vezes durante a reunião enquanto mostrava os dados.

Terminada a apresentação, como sempre, abriu para perguntas e o Bruno, nosso designer de produto foi o primeiro a romper o doloroso silêncio, dizendo:

“Primeiro, parabéns. Eu estou impressionado com a postura.”.

Foi assim que a pandemia chegou reforçando nosso valor de transparência e leveza nas relações. Seja transparente e não corra da vulnerabilidade. Tratando adultos como adultos, você se surpreenderá com o apoio que vai receber em situações difíceis.

Modelo de trabalho que é vantagem competitiva

Recentemente, escrevemos um texto aqui no blog contando mais sobre o nosso modelo de trabalho e como decidimos há dois anos que seríamos uma empresa distribuída. Começamos como todo mundo: com pessoas trabalhando de onde queriam com seus computadores e nada mais. 

Mas, conforme fomos evoluindo nossa rotina de trabalho, fomos incrementando ferramentas e equipamentos que hoje nos permitem fazer qualquer dinâmica da empresa 100% distribuída. 

Até agora, em 2020, fizemos duas TMRs (Talent Management Review, processo de avaliação de desempenho) à distância. Além disso, por conta do isolamento social, transformamos alguns offsites em eventos virtuais e tudo correu perfeitamente bem. 

Todo esse aprendizado nos permitiu estar agora mais preocupados em cuidar das nossas pessoas do que de como operar a empresa e isso tem um valor significativo, que o momento que estamos vivendo fez ficar ainda mais evidente.

Aqui na Pier cada time tem autonomia para optar pelas ferramentas que mais fazem sentido para a gestão de seus projetos e entregas. Mas, todos utilizamos o Slack e as ferramentas do Google para o trabalho de forma geral e compartilhamento de materiais. Usamos agenda compartilhada tanto para fazer gestão de atividades como também para marcar cafés e pequenos alinhamentos. Além disso, todos alimentamos o Qulture.Rocks para o acompanhamento dos OKRs. 

Abrindo algumas das outras ferramentas que podem ser úteis:

Cuidar das pessoas é vantagem competitiva

Quando traçamos nosso plano de enfrentamento à pandemia, decidimos que cuidar das pessoas e reter talentos seriam pontos essenciais. Então, entre os KPIs que escolhemos como bússolas, lá estava o eNPS (Employee Net Promoter Score). Nosso time de People colocou um pacote de ações de pé e até já contamos um pouco aqui no blog.

Para a nossa surpresa, tivemos tanto resultado que, em plena pandemia de covid-19, a Pier viveu seu recorde de eNPS.

Deixe as pessoas cuidarem das pessoas

Aqui na Pier a gente sempre falou muito sobre identidade e imagem, sendo imagem o que você mostra para o mundo e identidade o que você é de fato. Para nós, não é possível sustentar uma imagem duradouramente sem que ela tenha muita coerência com a identidade.

Para nós, ser o seguro que faz o melhor para as pessoas não poderia ser diferente dentro de casa. Entendemos que pessoas cuidando de pessoas serão sempre mais eficientes que empresas cuidando de pessoas.

Então, entre as ações que o time de People tem tocado, algumas delas são puxadas pelos nossos piers. Como gostamos de dizer: “De pier para pier”. 

Vencendo a travessia para avistar o píer

No começo do último trimestre, como todo mundo, a gente sofreu um baque. Nos reunimos, pensamos e nos preparamos para o pior cenário possível. Organizamos nosso time para dar conta dessa fase sem precedentes.

A gente sabe que vamos ter que conviver com a covid-19 por algum tempo e sabemos que provavelmente vamos aprender (na dor e no amor) muito mais ao longo desse período. Até lá, se puder cuide da sua cabeça, cuide também de mais alguém e fique em casa. 

Como disse o Lucão no dia da apresentação do memorando: “Os mares revoltos formam os melhores marinheiros”. 

1 comentário em “Há quase um trimestre mais juntos do que nunca”

  1. Muito boa a compreensão de vocês a respeito do negócio e da equipe… principalmente por estarem advertidos que o desejo é sustentado pelo reconhecimento do outro. Então, cuidando de um, naturalmente o outro estará sendo cuidado. Parabéns, Pier!!!

Deixe uma resposta