Liberdade X Responsabilidade: uma reflexão da Pier

O que é liberdade para você? Na Pier, ela se manifesta na autonomia para se fazer as próprias escolhas. Nós decidimos optar pela liberdade desde o momento em que lançamos as bases de nosso produto e de nossa forma de trabalhar, fazendo diferente do que o mercado normalmente faz. Mas acreditamos que liberdade requer responsabilidade, um tema que tem sido objeto de reflexão dos mais diferentes filósofos ao longo do tempo. 

Muitos destes pensadores pressupõem que a liberdade é a condição necessária para a responsabilidade. De forma simples de se entender, esta premissa impõe que é preciso ser livre, ter autonomia, para fazer escolhas. E que somente pela liberdade pode-se, então, escolher entre os diferentes caminhos e ser responsável por eles. 

Um dos pensadores que analisaram a relação entre liberdade e responsabilidade foi Kant, filósofo prussiano da era moderna. Para Kant, a autonomia fundamenta toda a moralidade das ações humanas, e é a partir de sua vontade pela lei moral que o homem se torna consciente de sua liberdade. Do mesmo modo, a liberdade é o que torna possível ao homem a autodeterminação para a ação moral. Ou seja, é preciso ser livre para agir – ou não – de acordo com a ética e a moral. Na Pier nós acreditamos nesta relação, e é por isso que temos a liberdade como base para uma relação de honestidade entre nós e nossos membros.

Você se sente mais livre quando tem segurança?

Quando protegemos o seu celular, queremos que você se sinta seguro em nossa comunidade. Você sabe que terá liberdade para usá-lo da melhor forma sem se preocupar com roubo ou furto, pois estaremos aqui quando precisar de nós. 

Outro ponto importante em nossa reflexão está relacionado à relação entre liberdade e segurança. Conceitualmente falando, o sociólogo polonês Zygmunt Bauman trata da necessidade de haver harmonia entre segurança e liberdade para o alcance de uma vida boa, mais plena, tal como acreditamos na Pier. E ressalta que este será um tema sem solução, pois haverá sempre uma dicotomia entre liberdade e segurança. 

Para Bauman, a modernidade acabou gerando excesso de ordem e escassez de liberdade, mas depois vieram as desregulamentações das instituições e a ascensão da liberdade individual. Mas o sentimento do “excesso de liberdade” também acabou por gerar uma sensação de caos e, consequentemente, uma necessidade de maior segurança. Neste caso, a pergunta que podemos fazer é: É preciso sentir-se mais seguro para se sentir mais livre? 


A liberdade que colocamos em prática na Pier

Sabemos que falar em liberdade não é fácil, assim como prezar pela liberdade não é algo tão simples na prática. Talvez por isso o resto do mercado tenha tanta dificuldade em permitir ao consumidor ser tão livre em suas escolhas. 

Na Pier, como explicamos, acreditamos que só é possível oferecer liberdade porque também trabalhamos com a premissa de que liberdade, para funcionar bem, requer responsabilidade. Nosso conceito se baseia na formação de uma comunidade, onde transparência e honestidade são fundamentais. Nós realmente acreditamos que vale a pena ser honesto. Mas você pode se perguntar: liberdade combina com comunidade?

Segundo John Locke, filósofo inglês e um dos ideólogos do iluminismo, a criação de leis regulamentando os direitos naturais dos indivíduos é algo imprescindível para que de fato a liberdade possa acontecer. “Onde não há lei, não há liberdade”. E quando há regras e leis, estas significam a normatização da liberdade das pessoas, e não a retirada desta liberdade. Faz sentido para você? Afinal de contas, sem um mínimo de normas e regras, possivelmente a liberdade daria espaço para o caos. E não é possível lidar com a própria liberdade quando não há respeito pela liberdade dos outros, você concorda?

Na Pier, quando pensamos que a liberdade tem a ver com responsabilidade e honestidade, também ressaltamos que o conceito, para ser aplicado na prática, é um caminho de mão de dupla, tal como acontece quando um adolescente deseja sair e os pais se veem questionando o quão responsável ele é para ganhar mais liberdade. Em nossa comunidade acontece de forma semelhante.

Só conseguimos trabalhar da forma que trabalhamos, e oferecer o que oferecemos, desafiando o mercado, porque acreditamos em uma comunidade formada por pessoas responsáveis e honestas; porque acreditamos que quem faz parte desta comunidade também acredita e segue as regras determinadas para que todos estejam protegidos.

Desta forma, acreditamos em liberdade individual, mas não de uma forma que possa prejudicar a liberdade de outros. É por isso que procuramos ser muito cuidadosos ao deixar alguém entrar e permanecer na comunidade Pier. Oferecemos liberdade, mas em troca exigimos honestidade e transparência. 

Liberdade para a Pier na prática

  • Liberdade de ir e vir sem preocupações – Quando decidimos proteger o seu celular contra furto simples, algo que o mercado não faz, queríamos oferecer um seguro que fizesse sentido de verdade, OU seja, que ampliasse a sua liberdade de se movimentar sem ter que se preocupar o tempo todo. Essa decisão fez parte de uma missão voltada às demandas reais de nossos membros. 
  • Liberdade de escolher o que contratar – Deveríamos ter ao menos mais de uma opção para sermos livres de fato em nossas escolhas. É por isso que decidimos oferecer desde o início duas alternativas de cobertura: uma que oferece 100% do valor do celular em caso de roubo ou furto, e outra que oferece 80%. Quem decide é quem vai usar e, eventualmente, ser reembolsado.  
  • Liberdade de escolher até quando ficar – Nada mais nos desagrada do que cercear a liberdade de alguém que quer ir, mas precisa ficar a contragosto por estar cumprindo contratos impostos. Na Pier, preferimos optar por um seguro mensal, que você contrata enquanto fizer sentido, podendo cancelar pelo aplicativo quando bem entender. 
  • Liberdade de trabalho para quem faz parte da Pier – E é claro que a liberdade também se aplica a quem faz parte da equipe, caso contrário, não estaríamos sendo coerentes com nossa forma de pensar. Na Pier, todos são livres para trabalhar de maneira distribuída e, sempre que possível, organizar sua própria agenda de trabalho. É com liberdade que acreditamos que o melhor trabalho acontece.

Você tem responsabilidade para ser livre?

Finalmente, acreditamos que fazer parte de um ambiente de aceitação e empatia é premissa para que a liberdade maior seja assegurada. Mas, também consideramos que é preciso ter responsabilidade suficiente para ser livre.

Poderíamos nos basear na conhecida frase do escritor chileno Pablo Neruda para terminar este texto, dizendo que “somos livres para fazer as nossas escolhas, mas prisioneiros de nossas consequências.” Por isso, te perguntamos: Como você escolhe usar sua liberdade? Na Pier, decidimos que liberdade, responsabilidade e honestidade estão interligadas e são premissas para um mundo melhor!

Deixe uma resposta