O Seguro Auto da Pier foi destaque no Jornal do Carro

Na matéria, o Jornal do Carro, do Estadão, destacou o fato do Seguro Auto da Pier ser mensal e acessível, já que as mensalidades partem de R$ 27,90.

Quem escreveu foi o jornalista Tomás Conte, em matéria especial para o Estadão. Confira!

Startup cria seguro de carro que pode custar cerca de 27 reais por mês

Mensal e sem carência, seguro digital da Pier cobre carros de até 50 mil reais e com até 15 anos de fabricação e pode custar a partir de R$ 27,13 por mês

A Pier, seguradora digital até então especializada em celulares, agora também oferece seguros para automóveis. A cobertura é mensal e sem carência. Ela protege contra roubos e furtos de carros de passeio e tem serviço de assistência 24 horas. As mensalidades custam entre R$ 27,13 e R$ 100,11.

Cofundador da Pier, Lucas Prado diz que “não é o que o brasileiro não gosta de pagar seguro, é que não tem produtos que o atendam no preço que ele queira pagar”. De acordo com ele, 70% da frota, hoje, no Brasil não têm seguro.

A interface que a empresa oferece para os seguros de carros é nos mesmos moldes da disponibilizada para smartphones. Ou seja, através do site ou do aplicativo, os clientes podem consultar os valores e contratar o serviço. Para isso, basta informar o modelo do carro, a placa, CEP e CPF. Posteriormente, há uma vistoria online, através de fotos.

“O seguro de celular tem uma penetração baixa hoje, no Brasil. É um mercado pequeno ainda. Para nós, o mercado de carro nos permite tocar mais gente nessa missão em que acreditamos que a Pier contribui, que é deixar o produto mais descomplicado”, diz Prado.

A cobertura é exclusiva para carros de passeio de até 50 mil reais e, para além disso, o automóvel deve ter até 15 anos de fabricação. Segundo a Pier, carros com valor em torno de 30 mil reais devem pagar seguro de cerca de 50 reais mensais.

O limite imposto ao valor do carro, segundo Lucas Prado, existe por dois principais motivos. Um deles é o foco em um público alvo, enquanto o outro se relaciona com a exposição ao risco.

“Nós escolhemos esse limite exatamente porque o foco do nosso produto, inicialmente, é tocar mais pessoas que não têm acesso a seguro. Quando fizemos o recorte de carros até 50 mil, estamos falando de mais ou menos 75% da frota”, relata Prado.

Personalização baseada em comportamento

“Acreditamos muito que o seguro deve sair de algo baseado em perfil e ir para algo muito mais baseado em comportamento”, diz Lucas Prado. Hoje, na compra do seguro já se encontram preços diferentes, baseando-se em no veículo e no condutor.

Após a contratação do seguro, o cliente pode ter variações do preço baseadas no “comportamento de direção e no valor do veículo”, relata Prado.

Novo seguro começa apenas em Belo Horizonte

O pedido de reembolso também é realizado pelo site ou aplicativo, caso aconteça um roubo ou furto. O cliente da Pier, se desejar, também pode cancelar o seguro, sem custos adicionais, após a primeira mensalidade.

O novo serviço da Pier, primeiramente, está disponível somente em Belo Horizonte. Porém, de acordo com Lucas Prado, os seguros digitais para carros devem chegar em São Paulo neste trimestre.

Leia a matéria na íntegra!

Marcações:

Deixe uma resposta