Podcast: Um papo sobre dinheiro e emoções

Como você sabe, neste mês de novembro decidimos ir contra a maré e, no lugar de estimular o consumo desenfreado relacionado à Black Friday e ao final do ano, preferimos falar em consumo consciente e educação financeira. 

Isso porque acreditamos que você merece fazer suas escolhas com consciência! Por isso, da mesma forma que somos absolutamente transparentes quando falamos no seguro da Pier, também quisemos oferecer a você conteúdo que te ajude a tomar as melhores decisões para as suas finanças em geral. 

Nesta semana você conta com uma conversa cheia de dicas legais em nosso podcast. Decidimos chamar Conrado Navarro e Ricardo Pereira, fundadores do Dinheirama, para falar de educação financeira. Eles lembram da importância de estarmos ainda mais atentos quando datas como a Black Friday se aproximam. 

“Se eu deixo o momento me levar, sempre vou encontrar um jeito de justificar as compras. Devemos pensar que isso não é novidade. São muitas datas comerciais, componentes emocionais, e nesses momentos estaremos mais suscetíveis. Sabemos que podemos ser fisgados por armadilhas que sempre estiveram e estarão lá,”, explicou Navarro. 

Pensar nas prioridades também é uma das dicas dos dois. “Muitas das coisas que são prioridade precisarão de dinheiro para acontecer. Por isso uma das prioridades precisa ser o dinheiro. É preciso construir hábitos, mudar hábitos.”, explicou Navarro. 

Outra questão é que o dinheiro não pode virar válvula de escape para todos os nossos problemas e pode mascarar algumas questões. “O legal é que existem muitos grupos de estudo e muita informação a isso. Tem até um trabalho brilhante no HC sobre oneomania, patologia voltada às pessoas que compram demais”, explicou Ricardo Pereira. 

Problemas gerais têm impacto no bolso

No podcast, os fundadores do Dinheirama lembraram que muita vezes descontamos nas compras questões emocionais, como problemas com relacionamento ou trabalho. E que é preciso entender que essa dinâmica precisa de muita atenção, pois os problemas financeiros não ocorrem apenas por conta da má gestão do dinheiro, mas por conta de não se prestar atenção a outras questões. “A solução não passa só por planilha. Você precisa se entender melhor. É preciso ir além de ferramentas”, disse Navarro. 

Já Ricardo lembrou que nem sempre dar o dinheiro para alguém pagar uma dívida é a estratégia mais correta, pois pode ajudar apenas momentaneamente. “Se eu dou o dinheiro para a pessoa pagar a dívida, muitas vezes a estou poupando de enfrentar a situação e aprender com ela”, complementou Ricardo. 

Seguro deve ser escolhido com cuidado

Perguntamos aos participantes do nosso Podcast como veem a questão dos seguros, já que aqui na Pier lembramos o quanto é importante escolhê-los com cuidado e não comprar automaticamente sem avaliar o que oferecem. 

Conrado Navarro lembrou que seguros são um produto importante dentro da educação financeira. “Proteger bens e patrimônio é tão importante quanto conseguir adquiri-los. Muitas vezes você compra um aparelho de celular que é sua renda total no mês ou a renda de dois meses de trabalho. O que acontece se você for roubado?’, questionou. 

“Entender o que está comprando é o mesmo conceito que deveria ser aplicado nas compras do dia a dia. Muitas empresas apelam para a comodidade, fazem uma venda casada aparentemente inocente e no final tem as “letras miúdas”, lembrou.

“Hoje em dia temos muitas ferramentas para procurar informação, ver o que a Pier pode oferecer de melhor, ou o que o banco está empurrando. É responsabilidade nossa entender melhor.”, ressaltou Ricardo. 

Para ouvir a conversa na íntegra e entender melhor outras questões importantes da educação financeira que apareceram neste papo, é só acessar o link a seguir! 

Deixe uma resposta