Score de crédito: você sabe como funciona?

A sua relação com as finanças costuma indicar se você é ou não um bom pagador. Manter hábitos saudáveis, como pagamento das contas em dia e o cartão de crédito em ordem são alguns dos indicadores que mensuram o score de crédito, que em geral é considerado pelas instituições na hora em que você pede um cartão de crédito, um empréstimo ou um financiamento, por exemplo.

Todo mundo que tem CPF ativo está sujeito a ouvir algo como: “Infelizmente não podemos te atender porque seu score é baixo” em algum momento da vida.

Na Pier, usamos muita tecnologia e análise de dados para não depender somente do score na análise de nossos processos. Acreditamos que o score não é suficiente para mostrar a capacidade pagadora de alguém.

É por isso que avaliamos diversos pontos desde que alguém pede para fazer parte da comunidade ou realiza um pedido de reembolso. Mas, como se trata de uma referência comum no mercado, nós também entendemos que é importante que você saiba como o score funciona e como pode ser melhorado.

Pontuação e medição:

Primeiramente, saiba que a pontuação do score de crédito medido por empresas como Serasa e Boa Vista SCPC vai de 0 a 1000 e indica a provável capacidade de alguém honrar os compromissos financeiros no período de 12 meses subsequentes.

Quanto mais alto, maiores as chances de se obter acesso ao crédito, aos financiamentos e até ter acesso a taxas de juros mais atrativas.

Na medição são considerados os hábitos de pagamento, o relacionamento e o histórico com o mercado de crédito, além de informações pessoais, como idade e local de residência.

Quem acessa e qual é a finalidade:

Quem acessa, como já explicamos, são principalmente bancos e instituições financeiras. As seguradoras de automóveis, as construtoras e imobiliárias, as operadoras de telefonia, as lojas e os financiamentos estudantis também costumam checar o ranking. Mediante o resultado, o crédito é ou não concedido.

Se o seu score for alto, você normalmente  é considerado um bom pagador pelo mercado, e, além de ter a sua solicitação atendida, as taxas de juros podem ser mais baixas. Porém, se for baixo, as empresas consideram um risco potencial, podendo não conceder crédito ou aumentar os juros.

Como você identifica o seu score?

Uns bons anos atrás, o score de crédito estava disponível apenas para consulta de empresas, mas agora basta acessar gratuitamente os links corretos para conhecer o seu score e até tentar melhorá-lo.

Saiba, porém, que dependendo do uso do score, a pontuação necessária pode mudar. Ou seja, provavelmente o score necessário para o financiamento de um carro precisa ser maior que o de uma geladeira.

Confira links para conhecer o seu score atual:

Serasa: https://www.serasaconsumidor.com.br/consultar-meu-cpf/

Boa Vista: https://www.consumidorpositivo.com.br/consulta-cpf-gratis/

Dicas para manter um score alto:

A manutenção do score requer bons hábitos financeiros. Entretanto, pode variar conforme o momento da consulta. Nós listamos algumas dicas para manter sua saúde financeira e o seu score estáveis:

  • Comece pagando as contas no prazo
  • Mantenha seu nome limpo
  • Certifique-se de que os seus dados de cadastro estão atualizados
  • Estude deixar o seu cadastro positivo aberto, assim a sua reputação como bom pagador é evidenciada
  • Não comprometa mais do que 20% da receita com dívidas
  • Pague as faturas de cartão de crédito no prazo e o valor total
  • Minimize os gastos supérfluos e adeque o seu padrão de vida à sua renda – e não o contrário
  • Tenha uma reserva de emergência

Deixe uma resposta