Blog da Pier » Apple Pay: conheça a tecnologia e veja como você pode utilizar

Apple Pay: conheça a tecnologia e veja como você pode utilizar

por Time Pier
Criado em

6 min de leitura

Smartphone
0
(0)

Você já conhece o Apple Pay? Pois é quase certo de que vá conhecer nos próximos meses, sem dúvida alguma até o final do próximo ano (2021). Pois, o serviço vem ganhando cada vez mais espaço e será um dos grandes agentes no ano que vem no próximo ano.

Hoje nós vamos explicar para você o que é o Apple Pay e quais são os passos para utilizar essa incrível tecnologia, que facilita a vida de muitas pessoas, principalmente dos pequenos empreendedores.

Então, sem mais demora. Vamos conversar sobre Apple Pay, suas vantagens, como fazer um cadastro, também avaliar se o serviço é seguro, ou se vale a pena esperar ainda alguns meses para fazer o cadastro.

Fique confortável e aproveite a leitura!

 

O que é Apple Pay?

Apple Pay é um serviço de pagamentos. Na realidade, é o serviço de pagamentos oficial da Apple. Ele já vem integrado ao iPhone (no iOS) e todos os outros dispositivos lançados pela empresa nos últimos anos.

O Apple Pay tem a proposta de facilitar as compras, tanto em plataformas digitais, quanto na interação dentro das lojas. Por essa razão, ele é compatível com cartões de crédito e débito.

Utilizando o aplicativo Wallet você pode fazer pagamentos em lojas, restaurantes e demais estabelecimentos comerciais. Para tanto, precisará apenas da autenticação do Touch ID – ou do Face ID. Eliminando a necessidade de um cartão físico.

Apenas para concluirmos este tópico: convém ressaltar que a plataforma está disponível para usuários dos dispositivos Apple.

Portanto, caso você tenha um aparelho Android, terá que buscar alternativas – as mais comuns são Samsung Pay ou Google Pay. Falaremos deles em outros artigos. Prometemos.

 

Como se cadastrar no Apple Pay?

Ok, agora você já sabe o que é o Apple Pay, mas como fazer para utilizá-lo? Há muitas burocracias? Ou se trata de um serviço simples? Vamos lá ver mais detalhes.. Vejamos em detalhes.

Para começar a sua utilização do Apple Pay, você deve, antes de tudo, procurar pelo aplicativo Wallet. Ele já deve estar no seu iPhone – pois é um programa nativo das últimas versões lançadas. Entretanto, caso ele não esteja disponível, é possível baixá-lo na App Store.

Depois de abrir o aplicativo, clique no botão de adição ( + ) e siga as instruções para gerar um novo cartão. Essa parte é absolutamente direta e bem intuitiva.

Você pode escanear o seu cartão utilizando a câmera, ou então fazer o preenchimento manualmente. Tome nota que o scanner pode demorar, caso a iluminação do local esteja inadequada, ou a câmera tenha dificuldades para focar.

Por fim, você vai receber um SMS solicitando a autenticação das informações. Essa etapa pode sofrer algumas diferenças conforme a escolha dos bancos.

Depois de tudo concluído, seu aplicativo Wallet estará pronto para uso.

 

Como pagar em lojas físicas com Apple Pay?

Certo, agora é o momento de colocar em prática toda a facilidade do Apple Pay. Como efetuar o pagamento em pontos físicos? A resposta é bem simples.

Se o seu iPhone conta com o recurso de Touch ID, ainda com a tela bloqueada, pressione o botão de início duas vezes bem rápido.

Depois, para usar o cartão, basta posicionar o dedo no leitor digital e segurar o aparelho com a parte superior próxima ao leitor da maquininha. Uma mensagem “OK” deverá aparecer na tela, confirmando o pagamento.

Se você utilizar um iPhone X, ou superior, então conta com o recurso Face ID. Neste caso, pressione o botão lateral duas vezes e autentique o seu rosto. Em seguida, aproxime o telefone da maquininha até que a confirmação do pagamento surja.

Já no Apple Watch, você precisa apenas pressionar o botão lateral duas vezes e aproximar dispositivo da maquininha. Lembrando que não há a necessidade de autenticação, pois o Smartwatch fica bloqueado assim que for retirado do pulso do seu pulso.

 

Como pagar em aplicativos com Apple Pay?

Essa é uma das formas mais simples de utilizar o Apple Pay. Entretanto, só é possível efetuar o pagamento em aplicativos compatíveis. Ou seja, que tenham o serviço como uma das formas de pagamento aceitas.

A forma de escolher o pagamento mudará de aplicativo para aplicativo. De todo modo, algumas coisas são bem parecidas, como:

➡️ Verifique o modo de cobrança do aplicativo selecionado, tenha certeza de que a escolha está no Apple Pay, e não no seu cartão comum – ou o pagamento irá para o cartão de crédito;

➡️ É provável que após a conclusão da compra você tenha que fazer uma autenticação – com o Touch ID ou Face ID. Do mesmo modo como no pagamento presencial, após a confirmação a mensagem “OK”  vai aparecer na tela. Confirmando o processo.

Os principais aplicativos compatíveis com o Apple Pay, são:

🍔 iFood

🎟️ Ingresso.com

🛍️ Magazine Luiza

Entre muitos outros. Dica extra: faça uma pesquisa se o seu aplicativo preferido já tem o Apple Pay como uma opção, caso não tenha, deixe uma mensagem na loja de aplicativos. É provável que os desenvolvedores incluam o pagamento entre as opções.

 

Quais são os bancos e lojas compatíveis com Apple Pay?

Nessa parte não há muitos mistérios. Hoje, no Brasil, apenas três bancos são compatíveis com o Apple Pay.

Embora seja provável que nos próximos meses diversos outros bancos e bandeiras também se tornem opções – o lançamento do iPhone 12 tem tudo para baratear os modelos mais antigos, todos equipados com o aplicativo Wallet.

Então, os bancos disponíveis para quem quer usar o Apple Pay hoje, são:

  • Banco do Brasil
  • Banco Inter
  • Bradesco (cartões de crédito e débito Visa)
  • BTG Pactual
  • Itaú
  • Nubank
  • Porto Seguro
  • Woop! Sicredi

Já as bandeiras, são:

  • MasterCard
  • Visa
  • Elo

Entre as lojas, há milhares de opções. Isso também causa uma pressão nos outros bancos, que não desejam perder clientes. Entre as principais são:

  • Carrefour
  • Fast Shop
  • Posto Ipiranga
  • Starbucks

Contudo, essa lista poderia ser virtualmente infinita, uma vez que cada vez mais lojas incluem este pagamento como uma opção viável. É bom lembrar que serviços de ingressos e passagem aéreas também permitem a compra do ticket diretamente no aplicativo Wallet.

 

Apple Pay: Como ver os últimos pagamentos?

Depois de utilizar os pagamentos com Apple Pay por algum tempo, você pode sentir falta de um extrato mais simples  – como o apresentado pelos aplicativos dos bancos. Entretanto, existe um modo relativamente simples de contornar este problema.

Ao tocar em um cartão disponível no aplicativo Wallet você terá acesso aos pagamentos mais recentes. Entretanto, convém explicar que dependendo do banco ou da bandeira que administra o seu cartão, essas informações serão apenas das últimas transações feitas.

Talvez você consiga ver as transações feitas utilizando o aplicativo, ou àquelas transações feitas usando a conta com cartão de crédito ou de débito. Vale lembrar que não é interesse do banco que você tenha acesso à todas as informações por um aplicativo terceiro.

Já que o ambiente do aplicativo criado pelo branco é muito mais convidativo para a marca e repleto de opções de compras e acesso. Por outro lado, no Wallet você sempre terá as últimas informações.

 

Será que o Apple Pay é seguro?

Essas são algumas das perguntas que nós recebemos sempre que um assunto similar surge: Pier, será que o Apple Pay é seguro? É mais seguro que o meu banco? É mais seguro que o meu cartão físico? Como garantir? Quem cuida do meu dinheiro?

Veja bem, nós não estamos aqui, de forma alguma, advogando em favor deste ou daquele serviço. Nosso único compromisso é  com você, que lê o nosso blog e confia na informações que disponibilizamos.

Sabemos que o Apple Pay utiliza recursos de segurança para cada vez que você realizar uma compra. Gerando um número específico para o seu aparelho, a plataforma cria um código de transação único – um dispositivo parecido com aquele que é utilizado pelos brancos.

E sendo assim, os dados do seu cartão não são armazenados em nenhum lugar. Nem no seu dispositivo, nem nos servidores da Apple, tão pouco, são acessados ou compartilhados nas lojas.

Portanto, o serviço, é sim, muito seguro. Aliás, tão seguro quanto qualquer transação de bancos online, ou internet banking, disponíveis hoje no mercado.

 

Palavras finais sobre o Apple Pay

A nossa relação com o dinheiro mudou nos últimos anos. Pessoas que jamais utilizavam cartões, hoje fazem todas as compras diretamente pelo smartphone.

Há inúmeros lançamentos e facilidades que reconfiguraram completamente este setor. Tem mais, o PIX vem aí para adicionar ainda mais comodidade.

Sendo assim, o Apple Pay é uma evolução natural da nossa forma de lidar com os pagamentos. Ele faz parte de uma corrente que continuará crescendo nos próximos anos.

Do mesmo jeito que o débito substituiu o dinheiro na vida de muitas pessoas, o aplicativo substituirá o cartão. Uma forma não é, necessariamente, melhor do que a outra. Ou mais confiável. Ela é cômoda, dinâmica e moderna.

Agora você já sabe como configurar o seu Apple Pay e quais são as qualidades dessa nova forma de pagamento. E sabe que essa maneira é ótima para proteger o seu dinheiro.

Se você quiser saber mais sobre sobre proteção e não apenas curiosidades como essa sobre o Apple Pay, conheça o nosso seguro celular. Uma maneira descomplicada, direta e eficaz de garantir a segurança do seu smartphone.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: