combustível, gasolina, etanol, automóvel

Gasolina ou Etanol? Como escolher o melhor para o seu carro

Gasolina ou Etanol? Como escolher o melhor para o seu carro

Nos últimos anos o preço da gasolina vem aumentando, e nos últimos meses chegou a bater recordes de alta no preço. Saber escolher a melhor opção na hora de encher o tanque é importante para não pesar no seu bolso.

E você sabia que só fazendo algumas continhas consegue saber se é mais vantajoso abastecer seu carro com gasolina ou etanol? Se o seu carro for flex (aquele que o tanque aceita tanto etanol quanto gasolina), a gente te conta como você faz para ter o melhor rendimento e fazer uma escolha mais consciente, dá só uma olhada.

Qual a diferença entre os combustíveis?

Primeiro de tudo, é importante você conhecer as diferenças entre os combustíveis para escolher, e a principal está na forma de produção.

O etanol é um composto químico obtido por meio de alguns processos químicos em usinas. No Brasil, o etanol é produzido pela fermentação da cana de açúcar; para ser revertida em fonte energética, a cana passa por um processo de trituração, seu melaço então é fermentado e destilado, resultando em um combustível formado por 96% etanol e 4% água.

Já a gasolina é um dos destilados do petróleo. Nas refinarias, o petróleo passa por um processo de destilação em diferentes temperaturas, e um dos produtos formados é a gasolina. Alguns outros produtos feitos são o gás de cozinha e o diesel.

A gente também separou algumas outras diferenças entre eles, saca só:

Comparação entre etanol (maior octanagem, menores índices poluidores, combustível renovável, maior corrosão de peças e problemas na partida a frio) e gasolina (baixa octanagem, maior autonomia, maior emissão de gases poluentes, combustível fóssil e acumulação de sujeira em válvulas e cilindros)
Tabela comparativa: Gasolina X Etanol

Tá, mas e como eu escolho o mais econômico?

Se você quer ir direto ao ponto, o jeito mais fácil de saber o melhor combustível para abastecer é dividindo o preço do etanol pelo preço da gasolina. Se o resultado for menor ou igual a 0,7 (ou 70%), então vale a pena colocar etanol, e se for maior, coloque gasolina.

Isso porque, segundo dados do Inmetro, o rendimento (km/L) de um carro abastecido a etanol é cerca de 70% do rendimento deste mesmo carro abastecido com gasolina.

Mas cada carro e cada motor tem suas características próprias que podem variar de modelo para modelo, e acompanhar de perto o consumo do seu carro pode te dar uma noção de valores mais aproximada.

Se você quiser, dá para acompanhar seu consumo e fazer uma conta tendo como base os valores de combustível e quilômetros rodados com seu carro. Quando for abastecer seu carro com gasolina, por exemplo, é só acompanhar quantos km você consegue rodar com aquela quantidade de combustível. Depois, é só repetir o processo com etanol, e a divisão do rendimento (km/L) do etanol pelo rendimento da gasolina te dá o número mais preciso para usar no lugar daquele 0,7.

É importante lembrar que esse cálculo pode ser mais preciso, mas ainda depende de vários fatores: pode ser que em uma semana você pegue mais engarrafamentos ou use mais o ar condicionado, e tudo isso vai influenciar no rendimento do combustível no seu carro.

Outras coisas para considerar

Além das diferenças entre os combustíveis e os cálculos, ainda existem outras informações que você pode levar em conta na hora de escolher o combustível que vai usar:

Manutenção no veículo

Todas as dicas que a gente colocou aqui pra você são válidas, mas para funcionarem direito, a manutenção do carro precisa estar em dia. Não adianta fazer as contas para saber qual combustível vale mais a pena se o seu motor está desregulado, ok? Sempre tente garantir o bom funcionamento do seu veículo.

Longas viagens de carro

Se você for fazer uma longa viagem de carro, pegando estradas com poucos (e às vezes não muito confiáveis) postos de abastecimento, talvez seja mais interessante abastecer com gasolina. Como a gente mostrou ali em cima, a gasolina possui mais autonomia, então vai ser necessário abastecer menos vezes ao longo da estrada.

Mudança de combustível

Nos carros flex, você pode mudar de álcool para gasolina e vice-versa, sem perigo de danificar seu motor. Você pode até misturar os dois combustíveis ao mesmo tempo. Mas é importante ter um cuidado especial aqui: se você trocar o combustível inteiro de uma vez (usar todo o álcool e mudar para gasolina, por exemplo), é bom rodar com o carro por pelo menos 10 minutos, para garantir que ele não emperre na partida da próxima vez que você for ligá-lo, beleza?

Como existem muitas variáveis, não dá para bater o martelo e ter certeza de qual combustível é melhor para o abastecimento todas as vezes. O ideal é você estar sempre atento ao seu veículo e acompanhar seu consumo particular pra escolher com mais precisão.

E aí, curtiu as dicas? Sabia que outra maneira de cuidar bem do seu carro, além de escolher o combustível ideal, é ter um seguro que te acompanha onde você for? Aproveita e clica aqui pra conhecer o Seguro Auto da Pier e fazer sua cotação, só leva um minutinho!