Blog da Pier » 5 passos para transferir carro pela Internet

5 passos para transferir carro pela Internet

A tecnologia tem sido, cada vez mais, uma ótima aliada para quem busca praticidade nos processos. Pensando nisso, hoje é possível transferir o carro pela Internet, de forma fácil e rápida, sem ir para diversos lugares e ter um processo demorado. Leia esse texto para saber exatamente como fazer.

por Time Pier
Criado em

3 min de leitura

Auto
5
(1)

Hoje em dia, a tecnologia veio de forma a complementar e oferecer mais praticidade para diversos processos, como é o caso do seguro online, que torna mais fácil a relação entre o cliente e a seguradora e leva uma série de benefícios únicos para quem o contrata.

E devido a toda essa evolução, hoje em dia é possível até mesmo transferir o carro pela Internet, sendo uma mão na roda para quem deseja vender ou comprar um carro, já que o processo fica mais fácil e você resolve praticamente tudo sem sair de casa.

Para fazer esse processo existem alguns passos que você precisa seguir, e que esclarecemos nesse texto. Então, venha com a Pier Seguradora e saiba como transferir o carro de forma digital, lembrando que é tudo totalmente seguro já que é feito direto no sistema do Governo Federal, então não precisa se preocupar com possíveis problemas! Boa leitura.

 

1. Baixe o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT)

Disponível para todos os celulares, o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) é o local que usaremos para fazer a transferência de veículo. Logo, se você ainda não tem ele instalado no seu dispositivo, tudo começa por aqui, lembrando que não é somente o portador do documento DUT do seu veículo como também é possível conferir a sua CNH digital com ele, tudo direto no seu celular, o que o torna um app ainda melhor e mais completo.

 

2. Informe o CPF de quem está comprando o veículo

Tendo o CRV/DUT do seu carro cadastrado no aplicativo, tudo o que você precisa fazer é entrar na opção de veículos, clicar na opção “Transferir Carro” e informar o CPF do comprador, caso você esteja vendendo o automóvel. Ao fazer isso, você começa o processo de transferência de veículo digital, apontando que agora o carro pertence àquele CPF.

 

3. Faça a assinatura digital

Após indicado o documento do novo titular do carro, será necessário fazer uma assinatura digital para garantir que a ação é válida e que foi você mesmo quem a realizou. Tudo é feito por meio do aplicativo, então você não precisa se preocupar em sair de casa para ir até um cartório e reconhecer firma, como era necessário anteriormente. E depois que você assinar, o comprador será notificado para fazer o mesmo, praticamente finalizando o processo de transferir o carro online.

 

4. Processo finalizado, simples e fácil

Uma vez que ambos tenham assinado, é gerada uma autorização do processo de transferir o carro que vai direto para o sistema do Governo Federal, ou seja, você não precisa se preocupar com nada.

Vale lembrar ainda que a transferência é uma das leis obrigatórias para a compra ou vende um veículo, sendo passível de três consequências: ser responsabilizado pelas multas do novo dono; ser multado por não solicitar o novo CRV dentro do prazo; e não poder contratar serviços como o seguro de automóveis, já que o veículo não está no seu nome. A primeira recai sobre o vendedor, enquanto tanto a segunda como a terceira incidem na pessoa que comprou o veículo.

 

5. Vistoria do carro

O fim do processo, que pode ser feito praticamente sem você sair de casa, é por meio da vistoria. Essa, porém, precisa ser feita presencialmente. Aqui, basta ir até o Detran local ou empresa parceira para que sejam conferidas como estão as peças, número de chassi e se a documentação do carro está em dia. Uma vez aprovado, a transferência é efetivada e o processo finalizado.

 

🔍 Fatores que merecem atenção:

Apesar de ser muito simples e fácil, como mencionamos até aqui, existem três pontos os quais você deve se atentar para que seja possível fazer a transferência digital do seu carro. A primeira coisa é que o recurso apenas fica disponível caso você tenha o aplicativo instalado e o veículo possua a documentação digital, feita por meio da inclusão com todos os dados no próprio aplicativo.

Por outro lado, somente dará certo caso o Detran que possui o registro do automóvel tenha aderido ao sistema de autorização digital. O terceiro, e último ponto, é que o nível das contas na plataforma gov.br da conta deve ser Prata ou Ouro, tanto para o vendedor como para o comprador. Todas as informações para alcançar qualquer uma dentre ambas as qualificações podem ser conferidas dentro da plataforma ou do site oficial do Governo Federal.

E uma vez que ter a documentação digital é muito fácil, somente se o Detran não tiver a autorização ou um dos dois lados não possuir a qualificação de acesso será necessário recorrer ao processo à moda antiga.

Após saber como transferir o carro pela Internet, é importante lembrar que o seguro auto é a melhor forma de proteger o seu novo carro. E para saber mais sobre o universo dos seguros antes de dar início a todo esse processo, confira o Blog da Pier Seguradora e leve o melhor cuidado com esse bem tão importante para o dia a dia!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: