Blog da Pier » Acionar o airbag dá perda total no seguro auto?

Acionar o airbag dá perda total no seguro auto?

Em um acidente, é possível que o airbag acione como método de evitar maiores problemas e para aumentar a segurança do condutor e passageiros. Porém, algumas pessoas se questionam se uma situação assim é passível de perda total no seguro do carro. Se esse é o seu caso, confira esse texto para saber tudo sobre o tema!

por Time Pier
Criado em

3 min de leitura

Proteção
5
(1)

Para quem busca mais proteção em todos os momentos quando está no trânsito, ter um bom seguro ao lado é a melhor opção. Afinal, se acontecer uma situação que você possui cobertura no seu plano, basta apenas entrar em contato com a seguradora para ter todo o suporte necessário.

Agora, quando analisamos que o airbag é um sistema de proteção interno do carro que é acionado para levar mais segurança às pessoas que estão dentro do veículo, a dúvida que fica é sobre a relação entre ambos os tópicos, ou seja, entre o airbag e o seguro.

E para quem deseja entender se o airbag acionado se encaixa como perda total, preparamos esse conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema. Boa leitura!

 

Acionar o airbag é perda total?

Para saber se quando o airbag é acionado dá perda total no veículo, devemos ter em mente quais situações se enquadram dessa maneira. E para dar PT, forma como muitas pessoas chamam esse ocorrido, é necessário que os custos do reparo do veículo sejam iguais ou superiores a 75% do seu valor na tabela FIPE.

Vamos supor que o seu carro vale R$55.000 na tabela oficial e você sofreu um acidente de trânsito. Chegando na oficina você descobriu que o valor do conserto é superior a R$41.250, ou seja, mais do que a porcentagem que citamos. Em um cenário assim, independente de como foi, você sofreu uma perda total.

Dito isso, devemos analisar agora em que ocasiões o airbag é acionado. Normalmente, impactos muito fortes são suficientes para que ele seja disparado, e quanto mais forte for a colisão, maiores são as chances de o reparo ficar mais caro. No entanto, nem sempre que ele entrar em ação você terá um dano que custe mais de 75% do preço do seu automóvel, e é por isso que nem todos os sinistros em que esse sistema de defesa entra em ação são considerados como perda total.

💡 É importante mencionar que os airbags não podem ser restaurados: se explodirem, devem ser integralmente substituídos. O que pode acabar aumentando os custos de um conserto.

Isso vale principalmente para o seguro de carro, mas é uma informação importante de saber até mesmo se você não possui um seguro de veículos, justamente como forma de saber se o veículo de outra pessoa (que você causou um acidente, por exemplo) sofreu uma perda total ou não.

 

Como a seguradora procede em casos assim?

Se você possui um seguro para o carro e acaba dando perda total nele, é totalmente possível contar com o auxílio da empresa que você possui contrato. Afinal, essa é uma das coberturas que eles oferecem, e não importa qual foi o motivo que levou a isso.

Sendo assim, a forma como ela vai te ajudar é enviado um reembolso para que você não sofra nenhum prejuízo. O ponto importante a ter em mente é que esse montante não será no total aplicado para a compra do seu veículo, mas sim no valor do seu carro conforme a FIPE. Mantendo no exemplo que trouxemos no tópico anterior, se o seu carro vale R$55.000, esse será o valor que você pode receber no seu seguro auto.

Dizemos que você pode receber porque isso varia conforme as diretrizes de cada seguradora. Na Pier, por exemplo, nós pagamos até 100% do valor da FIPE, tudo para que você tenha máxima segurança e tranquilidade, sem surpresas.

Mas é importante mencionar ainda que durante a cotação de seguro você consegue saber qual é o valor máximo que cada empresa pode oferecer para o seu veículo se ele sofrer perda total.

 

Se o meu carro não sofreu um PT, a seguradora pode ajudar?

Caso você tenha o seu carro com sinistro em que o airbag foi acionado, e que não seja uma situação de perda total, a seguradora de veículos também pode te ajudar, mas não será com a indenização; a ajuda oferecida é através da cobertura de danos parciais.

No entanto, nem sempre compensa acionar a cobertura e o pagamento da franquia, como nos casos em que os custos do reparo são muito menores do que a taxa que você deverá pagar para a empresa. Fique de olho, mas tenha sempre a certeza de que a seguradora está ao seu lado para ajudar em tudo que você precisar, seja por meio do reembolso em caso de perda total (com ou sem a ação do airbag) ou não.

Gostou de saber mais sobre a relação entre o airbag e o seguro de carros e quer saber ainda mais sobre esse serviço para não ter problemas? Então confira o nosso blog, onde explicamos esse tópico sob diversas perspectivas para que você não tenha problemas com o seu contrato ou na hora de acionar a empresa!

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: