Blog da Pier » Celular reserva vale a pena? Confira alguns modelos

Celular reserva vale a pena? Confira alguns modelos

Se você é o tipo de pessoa que precisa do celular a todo instante, não importando onde estiver, provavelmente já pensou em ter um aparelho reserva para se proteger mais. Listamos alguns modelos para te ajudar!

por Time Pier
Criado em

4 min de leitura

Smartphone
5
(1)

Ter um celular já é super comum, afinal, ele está sempre com a gente. É com ele que resolvemos demandas do trabalho, colocamos a conversa em dia, consumimos conteúdo, nos atualizamos das notícias, além de  registrarmos fotos e vídeos.

Por outro lado, usar o telefone enquanto está na rua ou em um transporte público, por exemplo, nem sempre é algo totalmente seguro. Frente a isso, uma forma que tem se popularizado é o uso de um telefone reserva. Um celular que não possui um valor muito alto e, consequentemente, gera um prejuízo menor caso ele seja retirado de você.

O problema, no entanto, é que essa atitude ainda gera dúvidas em algumas pessoas. E se você é uma delas, te convidamos a ler esse conteúdo da Pier Seguradora onde vamos explicar tudo sobre o tema a fim de que você entenda se é uma boa opção para os seus dias ou não. Boa leitura!

 

O que é um celular reserva e para que serve?

O conceito é bem simples de entender: o celular reserva é aquele que possui os seus dados sensíveis e que você deixa em casa e usa apenas para acessar aplicativos como de banco, por exemplo. Essa foi uma medida adotada principalmente devido ao alto número de invasão nas contas de aplicativos bancários após o furto dos aparelhos celulares.

Basicamente ele é um telefone mais velho – e desvalorizado no mercado – que você pode usar para coisas mais simples. O principal uso que as pessoas adotam é para aplicativos financeiros e movimentações simples, já que esses apps não requerem muita memória ou um processador potente. Ao mesmo tempo, você não possui dados, aplicativos e fotos no aparelho, fazendo com que todas as suas informações pessoais fiquem a salvo.

Para isso, o mais indicado é pegar um aparelho mais velho, que está parado na gaveta há algum tempo, e usá-lo para resolver os problemas de forma mais tranquila, já que o celular que você usa no dia a dia – e que está com as suas informações – está protegido contra possíveis roubos ou furtos.

 

Vale a pena ter um dispositivo extra?

Se você é uma pessoa que possui um grande uso para o celular, seja no quesito de utilizar com frequência ou de precisar do aparelho em diversos locais diferentes, principalmente na rua, podemos dizer que sim, é uma atitude totalmente benéfica.

Afinal, o dispositivo pode ser mais velho e não precisa de muito espaço interno ou configurações fortes de processador e memória RAM. Consequentemente, você pode pegar um aparelho mais simples, ou antigo, para usar.

Então se você deseja aumentar a sua segurança, seja deixando o seu celular primário em casa ou guardado de forma mais protegida na bolsa ou mochila, ter um segundo telefone pode ser uma ótima ideia para não sofrer maiores prejuízos caso o seu dispositivo seja retirado de você enquanto está na rua.

🤔 Tire suas dúvidas: Seguro Celular protege contra roubo por PIX?

 

Bons modelos para usar como celular reserva

Não é novidade para ninguém que todo celular possui uma espécie de prazo de validade, já que as desenvolvedoras precisam fazer com que os clientes adquiram novos dispositivos. É por isso que chega um momento em que não surgem mais atualizações do sistema operacional e, aos poucos, os aplicativos começam a não atualizar mais ou não ser compatíveis com a versão do sistema.

Pensando assim, a rotatividade desse tipo de eletrônico se torna muito alta, já que a partir de um ano o aparelho pode se tornar obsoleto. Mas é justamente esse celular “mais velho” que se encaixa como uma luva para ser um dispositivo secundário ou reserva, como preferir chamar. 

Mas para quem preferir comprar um smartphone para isso, sendo ele novo ou usado, o mais recomendado é pegar dispositivos mais simples e, preferencialmente, abaixo da faixa de R$1.500 para que você não tenha eventuais prejuízos. Aqui, trouxemos algumas indicações que você pode analisar, são elas:

  1. Xiaomi Redmi 9A: a partir de R$645;
  2. Samsung Galaxy A03s: encontrado no valor mínimo de R$938,20;
  3. Samsung Galaxy A12: disponível na faixa de R$1.049,00;
  4. Motorola Moto G10: comprado por, minimamente, R$1.149,00;
  5. Xiaomi Redmi Note 11: pode ser encontrado por R$1.180,24.

Os preços foram analisados no site do Buscapé, em agosto de 2022, e retratam os aparelhos novos, o que torna possível encontrar por menos se for um usado. Por outro lado, é possível ter uma variação do valor dependendo do local da procura.

Além disso, o Redmi Note 11 é a opção que mais se aproxima da linha intermediária de dispositivos, além de ser considerado por muitos como um grande destaque para usar como um aparelho secundário, e é exatamente por isso que o seu preço é um pouco mais alto do que os outros.

No entanto, caso você queira procurar aparelhos por menos de R$500 que façam o básico, também é totalmente possível. Apenas atente-se ao fato de que provavelmente você terá uma maior limitação do que pode fazer com o dispositivo.

 

Para todos os casos, qual é a melhor forma de proteger o meu celular?

Seja para um dispositivo principal ou reserva, a melhor forma de aumentar a sua proteção diária é por meio de um bom seguro de smartphone. Isso se dá já que ele foi pensado para cobrir as principais situações de sinistro que podem acontecer enquanto você está na rua, como um roubo ou furto simples.

📱Seguro mensal e sem burochatice: a Pier oferece coberturas para diversos aparelhos, inclusive esses modelos da lista. Cobrimos todo o território nacional, sem carência e sem franquia. Vem fazer a sua cotação!

Para finalizar, compartilhe com a gente nos comentários: você já utiliza um celular reserva? Quais outros modelos você indica? E não deixe de conferir as nossas dicas para aumentar a segurança do seu aparelho.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: