Início » O que é Endosso no Seguro?

O que é Endosso no Seguro?

Você sabe o que fazer, ou como fazer, para mudar algum dado cadastral ou cobertura no seu seguro, se for necessário? Para isso, você precisa entender o que é endosso e como ele funciona! Venha com a Pier Seguradora e continue lendo para saber tudo sobre esse tema, e mantenha seus dados atualizados.

por Time Pier
Criado em

4 min de leitura

Segurês
3
(2)

Dentro do universo dos seguros, existem muitos termos próprios que geram algumas dúvidas nas pessoas, como é o caso da franquia, Responsabilidade Civil Facultativa, prêmio, apólice, coberturas, assistências e outros.

E é pensando justamente nisso, para responder todas as suas perguntas, que criamos a série Segurês. Nela nós passamos a limpo e de forma descomplicada todos os termos do universo dos seguros.

Então, se você não sabe o que é endosso de seguro, mas deseja entender, confira o nosso vídeo abaixo e continue lendo esse texto onde nós te explicamos todos os pontos importantes! Boa leitura.

 

O que é endosso e para que serve?

Para começar a explicar o endosso de seguro, devemos entender primeiro que ele é um documento emitido pela seguradora, ainda durante o período em que a apólice de seguro está ativa, ou seja, enquanto você possui o benefício.

Também conhecido como aditivo do contrato, ele é um papel que comprova uma modificação feita no contrato. Em outras palavras, ele é um documento que formaliza todas as modificações enquanto o plano estava vigente.

E como falamos, ele é emitido pela seguradora; mas quando isso acontece, e quem pode pedir alguma modificação? Assim que o cliente informar uma alteração de risco, ou que deseja alterar uma informação que altere o preço para manter o serviço, é feita uma cotação e validação da proposta, que deve ser aceita pela seguradora em até 15 dias. Após esse período de aceitação, a empresa faz a emissão do termo e pronto, as novas características do seu seguro começam a valer.

 

Quais os tipos possíveis?

Após entendermos o que significa endosso na apólice de seguro, o próximo ponto importante de saber é a relação dos possíveis tipos, já que existem algumas situações que podem gerar uma diferença no prêmio, seja aumentando ou reduzindo. Sendo assim, temos:

  • Mudança de endereço residencial do segurado;
  • Novo local onde você circula ou estaciona o veículo (para o seguro de carro);
  • Alteração nos dados do segurado (como CPF, CNPJ, entre outros);
  • Troca da data ou método de pagamento, ou dados bancários do cliente;
  • Mudança do objeto segurado;
  • Exclusão ou inclusão de novas coberturas;
  • Aumento ou redução no montante da indenização;
  • Cadastro de novos condutores de um veículo;
  • Transferência do carro para outra pessoa;
  • Substituição do veículo;
  • Informar a instalação de novos equipamentos no automóvel.

Vale ressaltar que essas são somente algumas situações, mas qualquer modificação das cláusulas contratadas inicialmente requer um endosso. Isso acontece já que ele é responsável por atualizar a apólice, fazendo com que ela fique atualizada e de acordo com as novas regras aplicadas para o segurado, bem como com informações atualizadas do bem e da pessoa segurada.

 

Na prática, o que muda?

Tendo em vista que ele tem como finalidade manter a apólice atualizada, podemos entender que a real diferença se dá à medida em que o contrato está de acordo com a situação em que o segurado se encontra.

Em outras palavras, essa é a maneira de fazer com que o contrato aborde, de fato, todos os riscos do membro do plano, seja pelo local em que ele mora ou qualquer detalhe impactante no prêmio. Se isso não acontecer, é possível que a seguradora acabe arcando com um risco muito grande para um prêmio muito baixo, o que não é vantajoso para a empresa, ou nem ao menos se dispondo em auxiliar dependendo do tipo de sinistro sofrido.

Por outro lado, analisando agora o ponto da pessoa que contratou um seguro, essa é a maneira de deixar o contrato conforme a realidade em que ele vive, com as coberturas adequadas para o novo carro ou celular – no caso do seguro auto e do seguro para celular -, sem ter que cancelar o contrato atual e negociar um novo.

 

Quando é bom fazer o endosso?

No geral, o mais recomendado é fazer sempre que você tiver alguma alteração de informação que possa resultar no aumento do preço do seu seguro celular, por exemplo. Então, se houver uma modificação de risco ou condições, a melhor coisa a se fazer é solicitar o endosso para que a apólice seja atualizada.

Mas por que é tão importante? Tudo isso se dá já que existem alguns riscos em não fazer o endosso do seguro. Vamos supor que você não comunicou uma mudança, por menor que seja, e isso gerou um sinistro. Se o ocorrido não estiver dentro do que você tem direito à proteção, a seguradora pode não assumir o risco quando for acionada, justamente pelo fato de que não está disponível na sua apólice no momento em que você fez a cotação de seguro.

Logo, a melhor forma de agir é fazendo o endosso antes mesmo de precisar usar alguma cobertura, tudo para não ter nenhuma dor de cabeça se algo acontecer e você precisar resolver por conta própria.

 

É necessário pagar para emitir esse documento?

A emissão do endosso, em si, não deve ser paga por você. Afinal, é algo feito por parte da seguradora a partir do momento em que você pede alguma alteração.

Mas tendo em vista que o risco contratado pode mudar, seja para baixo ou para cima, e que cada risco possui um valor monetário, a única coisa que você precisa se preocupar é em pagar o novo valor para manter o seu seguro ativo.

 

Como ele é feito?

Após entender melhor sobre o termo, a dúvida que fica é sobre como fazer o pedido do endosso. Esse processo, por sua vez, é muito parecido ao de cotar o seguro no que diz respeito a quem deve ir atrás de fazer a mudança, uma vez que parte do segurado, e também na questão de necessitar de uma aprovação por parte da empresa.

Então se você tiver um plano de seguro online ou convencional e acontecer uma mudança nos seus dados ou se houver alguma cobertura que você queira incluir, ou excluir do plano, tudo o que você precisa fazer é entrar em contato com a seguradora e informar tudo o que for desejado.

Feito isso, entra no processo de análise e aprovação da seguradora. Uma vez aprovado, é feito um novo documento que estabelece a mudança da apólice que você possuía anteriormente. Simples assim e você se livra de mais dores de cabeça.

Agora, para saber mais sobre o universo de seguros e ter máxima proteção contra diversas situações, confira o Blog da Pier Seguradora, onde abordamos diversas questões para tirar todas as suas dúvidas e para que você não caia em pegadinhas na hora de contratar o seu seguro!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: