Blog da Pier » Pane elétrica: principais causas e o que fazer

Pane elétrica: principais causas e o que fazer

Enquanto você está no trânsito, existe a possibilidade de sofrer uma pane elétrica no carro em caso de negligência de manutenção ou desgaste (normal ou excessivo) das peças elétricas do veículo. Então para saber o que pode causar esse problema e como agir, confira esse texto que preparamos!

por Time Pier
Criado em

3 min de leitura

Auto
5
(1)

Ao andar com o seu carro, uma das situações que podem ocorrer é sofrer problemas com o motor. Essa é, normalmente, uma situação que gera uma pane elétrica, algo que ninguém quer enfrentar por geralmente inviabilizar a locomoção. Mas é importante ter em mente que existem formas de entender como isso acontece e, assim, se precaver contra essa situação.

Então se você quer saber o que pode gerar essa situação, os riscos de andar assim, como agir nessas ocasiões e se um seguro pode te ajudar, esse é o texto ideal para você! Por isso, embarque nesse conteúdo e entenda todos os pontos fundamentais sobre esse assunto para não ter maiores dores de cabeça nas suas viagens.

 

Quais as possíveis causas da pane elétrica?

De forma geral, uma pane elétrica no carro ocorre quando o sistema de alimentação do motor está ruim. Ou seja, se você tiver qualquer problema nesse composto de peças do carro, possivelmente você terá um problema de pane elétrica.

Mas os motivos que podem levar a isso são geralmente gerados por desgaste das peças eletrônicas, como:

  • um desgaste na bateria, 
  • funcionamento comprometido do alternador do veículo, curto-circuito no sistema, 
  • falha na injeção eletrônica, 
  • ressecamento da correia do alternador, 
  • mal funcionamento da bomba de combustível ou 
  • superaquecimento na bobina.

Para saber, então, qual foi a real causa da situação, é necessário testar as peças (que por vezes acabam entrando em uma revisão do carro) e ver qual é a que não está funcionando perfeitamente. E em sua maioria, todas elas devem ser trocadas ou reparadas, mas falaremos melhor sobre o que fazer mais para frente.

 

Existem riscos em andar dessa forma?

A primeira coisa que você precisa se atentar é que, dependendo do que acontecer, você não conseguirá andar com o seu carro em uma situação assim. 

De toda forma, é importante analisar que – caso você consiga rodar com o veículo – isso prejudica o desempenho do automóvel. Logo, os riscos de sofrer acidentes se tornam maiores, o que torna essencial evitar andar dessa forma para não ter maiores problemas.

 

O que fazer em caso de pane elétrica?

Para começar, a primeira coisa é manter a calma, parar o carro em um local protegido, ligar o pisca-alerta e sinalizar com o triângulo de segurança. Afinal, você não quer gerar nenhum outro problema, certo?

Após isso, peça ajuda a alguém, seja um colega, um conhecido ou até mesmo para a seguradora de veículos, caso possua esse serviço ao seu lado. Além disso, não fique dentro do veículo: dê preferência para ficar em um abrigo ou até mesmo próximo ao carro, mas nunca dentro. 

Para fechar, outra dica é não fazer chupeta na bateria. Isso não é aconselhável justamente por ser capaz de danificar outros sistemas do carro, algo que apenas te geraria maiores problemas.

Agora, após conseguir voltar a rodar com o seu veículo ou rebocá-lo, a ideia é justamente levar até a oficina elétrica mais próxima, ou uma de confiança, para testar cada uma das peças e fazer o devido reparo ou substituição. Simples assim e, fazendo essa troca, você volta a poder andar no trânsito sem maiores preocupações.

 

O seguro pode ajudar?

A última dúvida que fica quando falamos sobre esse assunto diz respeito ao seguro de carro cobrir essa situação. Esse, por sua vez, é um fator que depende conforme as diretrizes da empresa. No entanto, existem opções em que esse é um dos sinistros que você pode pedir socorro.

Tudo o que você precisa fazer, então, é contatar a seguradora ao constatar que está com o carro apresentando problemas para ter todo o suporte da empresa. Além do reboque, é possível que nesse caso seja aplicada a franquia de seguro, onde você pagará uma quantia acordada previamente e a seguradora entrará com o resto para cobrir o orçamento de conserto da oficina.

Mas para saber se você tem essa cobertura ou não, o mais aconselhado é conferir com calma durante a cotação de seguro ou analisar, a qualquer momento, na sua apólice.

Gostou de saber mais sobre a questão da pane elétrica no carro e como agir? Então que tal entender melhor sobre o seguro auto e não ter nenhum problema no dia a dia? Confira o Blog da Pier Seguradora, conheça esse universo e aumente a sua proteção diária!

 

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

4 dicas para saber se uma promoção é de verdade Vale a pena ter celular reserva? 5 apps para deixar sua Casa Inteligente O que é Perda Total? Conheça o iPhone 14
%d blogueiros gostam disto: