Blog da Pier » Ter um seguro é a melhor forma de preservar um bem?

Ter um seguro é a melhor forma de preservar um bem?

Para quem ainda está em dúvida se o seguro é a melhor forma de aumentar o tempo de vida útil de um bem, esse texto é ideal! Por meio dele você vai entender melhor os benefícios de ter um bom seguro ao seu lado para proteger melhor as suas propriedades, tendo menos dores de cabeça todos os dias!

por Time Pier
Criado em

5 min de leitura

Proteção
5
(1)

Muito falado e buscado atualmente, o seguro é um ótimo serviço para ter ao lado em todos os dias por ser uma forma de ter mais proteção contra diversos imprevistos.

Vale lembrar que existem modalidades que podem ser contratadas para agir sobre os mais diferentes bens, como é o caso de carros, casas, celulares e até a própria vida, tudo para não ter nenhum prejuízo financeiro. Além disso, qualquer pessoa que queira ter mais segurança e consiga pagar para manter o benefício pode ter um seguro e, consequentemente, mais tranquilidade.

Então se você quer saber o que é a preservação de um bem e como o seguro pode te ajudar nisso, venha com a Pier Seguradora e tire as suas dúvidas sobre esse assunto nesse texto!

 

Para começar, o que é a preservação de um bem?

De forma simples, preservar nada mais é do que manter longe de danos e perigos, conservando e mantendo o bom estado físico. Sendo assim, qual é a importância de manter o bom estado de um item? Essa é uma ação que gera benefícios diretos?

No geral, a resposta para ambas as perguntas está interligada já que preservar um item é algo muito importante para que ele não sofra uma grande desvalorização com o tempo e você não perca dinheiro caso queira vender futuramente.

Para ficar mais fácil de entender, vamos a um exemplo. Conforme o tempo passa, um automóvel passa a valer menos, seja devido à quilometragem rodada ou até ao conserto das peças que, invariavelmente, começam a ficar gastas e precisam ser trocadas. Porém, a situação é mais agravante quando ocorre uma batida que deixa a carroceria amassada, por exemplo.

Logo, quando falamos sobre a contratação do seguro de carro para que esse seja conservado, devemos analisar alguns pontos, como é o caso da alta possibilidade de sofrer um acidente de trânsito. Essa é uma situação considerada como sinistro, onde o seu carro sofre danos estruturais ou perda total. Independente do que acontecer, você precisará desembolsar dinheiro para consertar o veículo ou até mesmo para comprar outro carro.

Mas como, então, o seguro vai me ajudar a preservar o meu automóvel? Isso é muito simples! Dependendo das situações presentes na sua apólice de seguro, você não precisa pagar nada para que o carro vá para o mecânico e volte a rodar em perfeito estado, não ficando com o amassado (para manter no exemplo citado), fator responsável por diminuir o possível valor de venda futura dependendo do quão grave foi o acidente.

 

O que é um seguro?

Apesar de termos já começado a dar um exemplo trazendo o serviço, é possível que você se pergunte o que é o seguro, algo totalmente válido para quem busca entender como ele pode ajudar no dia a dia.

E como já adiantamos por aqui, ele é um contrato estabelecido entre uma pessoa física e uma empresa do ramo, onde a seguradora (forma como a instituição é chamada) se torna obrigada a pagar uma indenização para o segurado em caso de sinistro, sempre estabelecido antes do fechamento do contrato. Mas para isso, é necessário que a pessoa pague o prêmio do seguro, também chamado de mensalidade.

Ao fazer isso, a pessoa possui todas as coberturas disponíveis no contrato de seguro, que podem ser acionadas a qualquer momento, caso necessário. Mas para isso, tudo o que a pessoa precisa fazer é contatar a instituição se algo acontecer para, assim, ter todo o suporte para reverter a situação.

Vemos então, que a forma de funcionamento desse plano é basicamente a de ser um auxílio para que você não fique na mão tendo que resolver tudo sozinho, ou então com algum prejuízo financeiro.

Ou seja, existem situações as quais você está protegido com a empresa e que, caso mantenha o pagamento da mensalidade e todas as obrigações para não perder o direito em dia, tornam possível o acionamento da seguradora para contornar o ocorrido, seja por meio de um reembolso ou de uma cobertura disponível no seu seguro para celular, carro, residência, vida, entre outros.

Tudo isso, no entanto, é possível de descobrir no momento em que você decide fazer a cotação de seguro, seja de forma presencial ou virtual (disponível principalmente nas modalidades de seguro online), onde todas as particularidades do plano estão descritas.

Durante esse momento você consegue descobrir contra quais situações está protegido, se há a possibilidade de reembolso e qual o montante, o que deve fazer para não perder o benefício, como acionar a sua seguradora em caso de sinistro e o preço do seu plano.

 

Sobre as assistências e a possibilidade de reembolso

Ao falarmos principalmente sobre as coberturas e assistências disponíveis nos planos de seguro, devemos lembrar que elas são diferentes dependendo de dois fatores: a modalidade contratada e a empresa escolhida. E para ficar naqueles que falamos anteriormente, vamos explicar abaixo o que é mais comum de encontrar como proteção para o carro, celular, casa e vida.

No seguro auto, o mais comum é ter proteção contra furto e roubo, danos parciais, perda total, serviço de guincho e alguns auxílios como troca de pneu, conserto em caso de pane elétrica ou mecânica e reboque para o posto de gasolina mais próximo. Já no seguro celular, por outro lado, o mais comum é a cobertura contra roubo e furto, e em alguns casos os danos causados por quedas ou outros acidentes.

Quanto ao de vida, ele age com indenizações para doenças e acidentes que causam invalidez ou morte (acidental ou natural) do segurado. O residencial, por sua vez, protege a casa contra problemas de origem natural (incêndios, raios, explosões, entre outros) e roubo, sempre por meio de uma indenização também.

E uma vez que começamos a falar sobre o estorno, ele é algo muito comum em todos os tipos disponíveis no mercado, o que faz depender do tipo de situação que você sofreu para saber se é possível pedir ou não. Vale lembrar que tudo isso pode ser analisado antes mesmo de fechar o contrato, ou na apólice, então leia com atenção!

 

Ter seguro é importante?

Tendo em vista que ele é uma forma de evitar problemas que vão virar dor de cabeça e prejuízos, principalmente financeiros, para entender a importância desse serviço devemos entrar em alguns motivos para fechar contrato. Eles são:

  1. Você fica mais protegido diariamente;
  2. É uma ótima forma de preservar o seu bem, tendo mais tempo de vida útil e não desvalorizando com o tempo;
  3. Existem opções com bom preço, coberturas adequadas e bom reembolso, criando um ótimo custo-benefício;
  4. Você tem menos dores de cabeça se algo acontecer.

Tudo isso tem como base em uma mesma ideia, que é a de levar mais praticidade para todos os dias e momentos, algo que você consegue por meio de um bom seguro. Ou seja, ele é um serviço extremamente importante se você busca mais tranquilidade e deseja que o seu bem seja conservado por mais tempo. Tudo o que você precisa fazer para encontrar o melhor plano para você, então, é simular o seguro e dar adeus às dores de cabeça após fechar o contrato!

E se você gostou de saber sobre esse tema e quer conhecer melhor o universo dos seguros para ter total proteção, confira o Blog da Pier Seguradora e leia diversos conteúdos cheios de dicas que vão aumentar a sua segurança diária!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: