Blog da Pier » Tenho seguro auto Pier e sofri um acidente, tenho que pagar pelo conserto?

Tenho seguro auto Pier e sofri um acidente, tenho que pagar pelo conserto?

Para responder a todas as dúvidas que surgem quando falamos sobre o envolvimento em um acidente para um membro do nosso seguro de carro, seja ele o causador ou quem sofreu, leia esse texto e saiba como levamos mais tranquilidade para você!

por Time Pier
Criado em

4 min de leitura

Auto
5
(1)

Andando pelas ruas, o trânsito é muito constante devido à alta quantidade de veículos rodando. Índices do IBGE apontam que, no Brasil, temos um total de 111.446.870 veículos divididos entre 21 categorias diferentes.

Desse total, 59.242.869 são carros. Como consequência, não é raro que ocorram acidentes, principalmente entre dois automóveis. Mas em casos como esse, se você tem seguro da Pier, você sabe como se portar e o que nós podemos fazer para te ajudar?

Para responder a todas as dúvidas que surgem quando falamos sobre o envolvimento em um acidente para um membro do nosso seguro de carro, seja ele o causador ou quem sofreu, leia esse texto e saiba como levamos mais tranquilidade para você!

 

Em um acidente de trânsito, quem paga pelo conserto?

Muito comum devido a vários fatores, os incidentes de trânsito normalmente geram uma série de problemas, além das dores de cabeça. O lado bom é que, para quem tem seguro, a situação pode ser considerada como sinistro, o que torna possível não ter que lidar com tudo sozinho.

Mas se você sofre um acidente, quem é o responsável por pagar os prejuízos? De acordo com a lei, o responsável pelo acidente – o culpado pelo ocorrido – é quem deve pagar a indenização. Vale pontuar que, se tiver mais de um carro envolvido (sem contar o de quem causou, claro), o causador deve pagar pelo reparo do próprio carro e de todos os outros que participaram do acidente.

Agora, como fica se a pessoa tiver um seguro para carro? Em casos como esse, a seguradora é quem vai pagar pelo conserto, dentro dos limites estabelecidos no contrato.

É importante lembrar também que, caso o culpado tenha seguro com proteção para terceiros, ele pode acionar a empresa para não ter que tirar do bolso o valor do orçamento, deixando a indenização a cargo da seguradora. Esteja atento, porém, que não são todos os planos que possibilitam essa opção, então confira o seu contrato ou apólice de forma minuciosa, procurando por um tópico falando sobre o RCF (nome dado à essa assistência).

Apesar de ser um tema não tão falado, se uma pessoa gerou um acidente, ela deve pagar por todos os prejuízos causados por isso.

Então não importa se foram danos materiais, físicos ou algum outro dentres as possibilidades; a pessoa responsável deve indenizar por completo os outros motoristas que participaram do acidente.

 

Já que a Pier não cobra franquia, como é feito esse processo no seguro auto?

Na Pier, você possui uma série de diferenciais quando analisamos o mercado de seguros e os planos oferecidos. Uma delas, porém, é a possibilidade de não ter a franquia do seguro auto.

Consequentemente, se você sofrer um acidente, não existe a necessidade de dividir o orçamento com o seguro. Afinal, a franquia serve como uma coparticipação, onde você e a empresa entram com uma parte do dinheiro para fechar o orçamento e consertar o carro (lembrando que existe um limite pré-estabelecido pela empresa na hora em que você decide cotar o seguro).

Mas tenha em mente que, na hora de simular o seguro auto com a Pier, você pode incluir a franquia como uma assistência adicional se for imprescindível para você. E se você não quiser essa opção, nós fazemos o reembolso no valor combinado de acordo com a tabela FIPE, seja em casos de perda total ou de danos parciais.

 

Como sinalizar sinistro e quando eu posso solicitar reembolso?

Se você sofrer um sinistro de seguro, sinalizar o ocorrido com a Pier é muito fácil. Tudo começa abrindo o aplicativo, sinalizando o que aconteceu e qual é o estado do carro. Ao fazer isso, nós vamos estar preparados para te ajudar, e tudo o que ainda resta para receber o seu reembolso é aceitar o termo de honestidade, colocar os dados bancários e enviar a solicitação de reembolso.

Toda a nossa comunicação é feita por e-mail, então tanto para falar novos passos como se a gente precisar de mais alguma coisa, vamos te contatar pelo endereço virtual que foi cadastrado no seu perfil! Ou seja, não deixe de conferir a sua caixa de entrada para saber os próximos passos.

Não esqueça, porém, que o reembolso pode ser solicitado sempre que estiver com o seu carro com sinistro, de acordo com tudo o que prevemos na apólice.

 

E se o responsável pelo acidente também tiver seguro Pier?

Como falamos anteriormente, se o causador do acidente também tiver um seguro auto, ele pode se tornar isento da obrigação de pagar pelos prejuízos caso tenha a proteção contra terceiros. Se esse for o caso, a seguradora de veículos passa a ser a responsável por indenizar quem sofreu o acidente e todos os respectivos danos.

O lado bom, porém, é que mesmo se todos os envolvidos tiverem o seguro Pier, é possível entrar em contato conosco para resolver esse problema. Assim, nós fazemos o reembolso para a pessoa conforme o orçamento, tudo para que tanto você como o outro motorista (ou os outros) não tenham dores de cabeça e maiores preocupações.

Mas agora que você sabe mais sobre como agir se sofrer um sinistro, que tal conferir o nosso blog para entender mais do nosso seguro auto e aprender alguns cuidados para tomar com o seu carro todos os dias a fim de aumentar o tempo de vida útil dele? Não esqueça também de passar em nosso site para cotar nosso seguro – sem qualquer compromisso – e descobrir como podemos facilitar os seus dias!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: