Início » Tive meu celular furtado e tenho seguro, o que fazer?

Tive meu celular furtado e tenho seguro, o que fazer?

O seguro celular é a melhor forma de ter mais proteção com esse dispositivo que hoje faz parte das nossas vidas. Mas não adianta apenas ter o serviço; saber como agir se algo acontecer é essencial! E para isso, venha com a Pier Seguradora nesse texto onde explicamos tudo para você.

por Time Pier
Criado em

6 min de leitura

Proteção
5
(1)

O uso dos celulares na rotina tem sido cada vez mais comum, e aqui não importa qual é o tipo de uso já que é possível trabalhar, tirar fotos, jogar e fazer mais uma série de outras coisas com esse dispositivo eletrônico.

Como uma forma de responder a essa necessidade e gerar mais proteção em todos os momentos, foi criada a modalidade de seguro onde esse aparelho é protegido contra as principais situações que podem acontecer. E mesmo que ao ter esse serviço você espere nunca ter que acionar a empresa, por ser sinônimo de enfrentar problemas, você sabe tudo o que deve ser feito caso sofra um sinistro com o seu celular?

Não existe problema se você respondeu que não, afinal, por meio desse texto você vai saber o passo a passo ideal para se livrar de todas as dores de cabeça que podem resultar disso! Venha conosco e tenha mais proteção diária.

 

Alguns cuidados importantes para evitar ao máximo um sinistro

Antes de entrarmos na questão de o que fazer e como o seguro de celular pode te ajudar, é importante lembrar que existem alguns pontos de atenção que são indispensáveis se você pretende usar o dispositivo na rua sem preocupações.

Tudo começa não deixando que ele fique exposto, seja em um bolso onde ele não cabe totalmente ou até mesmo segurando ele em sua mão enquanto anda, por exemplo. O mais recomendado, na verdade, é ter sempre uma bolsa ou mochila na qual você possa carregar o seu aparelho.

Além disso, evitar usar o celular em um local que está tendo uma aglomeração, ou que está vazio demais, também é essencial à medida que ambas as ocasiões aumentam as chances de ter o seu aparelho subtraído de você.

O backup também é uma forma de evitar que os seus dados pessoais sejam violados ou perdidos, se algo acontecer. Dessa forma, você consegue manter mensagens, fotos, arquivos e aplicativos na nuvem, fáceis de baixar novamente e algo somente possível por meio da sua conta, ou seja, só você vai conseguir fazer isso.

E por ser a melhor forma de ter mais segurança onde for, não podemos deixar de lado também o seguro, tendo em vista que é possível contratar seguro para iPhone e outras marcas presentes no mercado. Por meio dele você tem menos preocupações já que principalmente furto e roubo são situações cobertas. Logo, a empresa não te deixará de mãos vazias graças por ser possível receber reembolso em qualquer uma dessas duas ocasiões.

 

E se mesmo assim eu sofrer um sinistro, o que fazer?

Apesar de essas dicas que trouxemos no tópico anterior serem muito valiosas para aumentar a proteção, é importante mencionar que elas não são garantia de que você não terá nenhum problema enquanto anda na rua e usa o seu celular. É exatamente aqui que entra o principal motivo, e uma das vantagens, em ter um bom seguro para celular ao seu lado.

E a primeira coisa que você precisa se atentar é em procurar por um plano que não faça diferença entre furto e roubo, ou seja, que seja possível receber reembolso em ambas as situações. Se ao fazer a cotação de seguro você notar que também possui proteção contra danos e quedas, melhor ainda, já que gera ainda menos preocupações, mesmo que isso seja algo menos preocupante do que ter o seu celular retirado de você.

Agora, se você já está ciente de todos os benefícios, fechou contrato com uma seguradora e sofreu um sinistro, os passos que você precisa seguir para evitar maiores problemas – e ter o seu reembolso! – são os seguintes:

 

1. Antes de tudo, tenha o aplicativo instalado no aparelho

Nas modalidades para celular, é muito comum encontrarmos o chamado seguro online, onde tudo o que você tiver que resolver – ou se precisar de ajuda – pode ser feito por meio de um aplicativo ou direto no site da seguradora. Se esse for o seu caso, é crucial ter o aplicativo da empresa instalado antes mesmo de sofrer algum problema e seguir para os próximos passos.

 

2. Abra um boletim de ocorrência

Após ter o seu aparelho subtraído de você, manter a calma é extremamente necessário, apesar do ocorrido. Feito isso, não deixe de fazer um boletim de ocorrência. Isso pode ser feito na delegacia mais próxima, ou você pode fazer um BO online se preferir.

Além de ser um processo o qual você consegue ter um documento que deve ser enviado para a seguradora mais para frente, também torna possível que a Polícia procure pelo seu dispositivo. Então se você é o tipo de pessoa que se pergunta “como vou encontrar meu smartphone após o furto?”, ou algo parecido, não se preocupe, pois isso será responsabilidade da Polícia!

A única coisa que você não pode esquecer, tanto para ajudar na busca do aparelho como para evitar o risco de não receber o reembolso, é conceder o código IMEI do aparelho na hora de abrir o BO.

Se você não sabe como checar o IMEI, é possível procurar por um adesivo colado na caixa ou na bandeja do chip, e se não encontrar em nenhum dos dois, é possível digitar *#06# no menu de ligação que ele vai aparecer na sua tela. Não esqueça que é importante saber esse código antes mesmo do ocorrido, já que será muito difícil conferir após perder o aparelho!

 

3. Bloqueie o dispositivo pelo IMEI

Para garantir a sua segurança, e poder receber o reembolso, existe ainda mais uma coisa que deve ser feita, e esta é bloquear o dispositivo pelo código único de identificação, fazendo com que seja impossível de utilizar, seja com o seu chip ou qualquer outro que seja colocado no dispositivo.

Mas como bloquear o celular pelo IMEI? Isso é muito simples; tudo o que precisa ser feito é ligar para a central da sua operadora telefônica e solicitar o bloqueio, concedendo o número único do aparelho. Os números para a ligação são:

  • 1050 ou (11) 4004–6611, para Nextel;
  • 1052, para clientes Claro;
  • 1056 ou *144, para a central da TIM;
  • 1057, para falar com a Oi;
  • 1058 ou *8486, para a Vivo.

Para ter certeza de que o bloqueio realmente aconteceu e que não é necessário repetir o processo, você pode entrar no site da Anatel e buscar pelo IMEI do seu celular para ver em que estado ele se encontra. E caso futuramente o seu aparelho seja encontrado pela Polícia e devolvido a você, para desbloquear o dispositivo basta ligar para a sua operadora e solicitar o desbloqueio, concedendo o código outra vez. Simples assim e ele volta a funcionar como antes.

 

4. Sinalize o sinistro na seguradora e envie os dados

Após fazer tudo isso, a próxima etapa é justamente acionar a seguradora a fim de que seja feita uma análise que tornará possível receber o reembolso do seu seguro celular.

Novamente, se for a modalidade digital, tudo o que você precisa fazer – já que não possui o seu dispositivo para acessar o aplicativo – é entrar no site da empresa, fazer login na sua conta e entrar na área em que é possível sinalizar o sinistro. Para isso, você deve enviar uma cópia do boletim de ocorrência, o código IMEI do seu dispositivo – agora bloqueado – e a solicitação de reembolso.

Ao receber tudo isso, a empresa vai fazer uma análise e, caso seja constatado que de fato ocorreu um crime e que o seu aparelho foi retirado de você, você recebe o reembolso conforme o valor acordado na hora de fechar o contrato. Ou seja, agora basta esperar.

 

5. Reembolso na conta e menos dores de cabeça

Em cerca de 5 dias úteis, ou em um período máximo de 30 dias caso seja necessário o envio de novos documentos (sempre por meio de uma comunicação por parte da empresa), o dinheiro volta para a conta a qual você enviou os dados.

Lembre que a indenização é feita com base no valor de mercado do seu celular, ou seja, o preço que é usado para a venda, e não o montante aplicado para comprar o dispositivo.

Mas após todo esse processo, que geralmente é muito rápido, você tem o dinheiro de volta e total tranquilidade para comprar um novo celular, sem precisar tirar todo o valor do seu bolso, caso não queira esperar para saber se ele será encontrado ou se não.

Ou seja, o seguro celular é um ótimo aliado para quem quer dizer adeus às dores de cabeça e maiores preocupações, já que tudo é resolvido de forma rápida e prática.

Quer saber mais sobre o universo de seguros e conferir dicas para cuidar melhor do seu celular? Então não deixe de conferir o Blog da Pier Seguradora, onde abordamos esse tema para levar mais facilidade e conhecimentos para você!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: