Início » O que são Danos Corporais no seguro auto?

O que são Danos Corporais no seguro auto?

O papo hoje é sério! Você já refletiu sobre as possibilidades de você se envolver, ou causar um acidente no trânsito; seja sozinho ou com outras pessoas? E se a situação gerar danos corporais a uma vítima, você sabe como agir? Continue lendo esse texto e entenda o que fazer para evitar maiores problemas!

por Time Pier
Criado em

4 min de leitura

Segurês
5
(1)

No trânsito, devido ao alto número de carros, não é raro vermos acidentes ou, até mesmo, nos envolvermos em um. Por isso, e até como uma forma de ter menos dores de cabeça, o seguro se torna um facilitador muito importante para esses momentos.

Afinal, dependendo do que acontecer, você não precisa se preocupar com nada. Seja com o pagamento de um conserto do seu carro ou até mesmo se ele for furtado ou roubado, precisando assim pagar totalmente do seu bolso – sem um reembolso pelo ocorrido – para comprar um novo veículo.

Mas caso você tenha um seguro de veículo e gere um acidente envolvendo outra pessoa, que sofreu danos corporais, você sabe como proceder? Continue lendo esse texto e entenda tudo sobre o assunto!

 

O que é o dano corporal a terceiros?

Conforme a Superintendência de Seguros Privados (Susep), dano corporal é o termo aplicado para todas as situações em que uma vítima de acidente tem lesões físicas, não importando o tipo ou o grau.

O termo “terceiro” implica que o ocorrido não foi a pessoa que causou, mas sim a que sofreu o acidente. Ou seja, se você estiver no trânsito e bater no carro de outra pessoa, e ela tiver alguma lesão, essa situação é caracterizada como dano corporal a terceiro.

🔍 Essa definição não é fechada somente para pessoas que estão dentro de carros, sendo aplicada também para pedestres, ciclistas e outras pessoas que estão trafegando na rua também.

 

Existe alguma forma de se proteger contra essa possibilidade?

No geral, podemos dividir entre as ações que motoristas podem fazer e também os pedestres, ciclistas e outros que estão no trânsito. Para quem está no carro, não existe outra dica que não seja prestar bastante atenção nos outros veículos, respeitar a velocidade da via e manter distância segura de outros carros.

Já para quem está fora dos automóveis, a dica de segurança é sempre estar atento, principalmente ao som dos carros na rua, e evitar distrações. Se estiver usando algum meio de transporte como bicicleta, skate, ou outros, não esqueça de estar sempre o mais iluminado possível para que as outras pessoas te vejam no trânsito. Agindo assim, você consegue evitar uma série de possíveis acidentes que podem ser ocasionados por falta de atenção ou falta de visão.

E apesar de ser uma situação a qual ninguém quer passar – seja causando ou sofrendo o acidente -, se mesmo ao aplicar esses cuidados acontecer o indesejado, e você tiver um seguro de carro, existe uma cobertura que te defende nessa situação. É a chamada proteção a terceiros, algo que explicaremos melhor durante o restante do texto.

 

Qual é a melhor forma de agir ao se envolver num acidente de trânsito?

Conforme a legislação brasileira de trânsito, se uma pessoa causa um acidente com vítimas, ela se torna responsável por arcar com todas as despesas, e se engana quem pensa que isso vale apenas para o conserto do carro.

Dentro do que deve ser pago, estão inclusos pontos como danos físicos, morais e estéticos ao terceiro, bem como lucros cessantes, que são aplicados quando a pessoa está em atividade remunerada e precisa parar devido ao acidente. Além disso, todas as despesas de tratamento médico-hospitalares também são responsabilidade de quem ocasionou o acidente.

E apesar de ser uma grande quantia que você deve arcar, a melhor forma de agir, se você gerar um acidente com danos corporais a terceiros, é pagando todas as taxas. Caso contrário, você pode ser processado e será obrigado a pagar os custos, além de possivelmente receber multas para pagar também. Falando nisso, se a pessoa quiser te processar, os gastos com advogado e com todo o procedimento também sairão do seu bolso!

Logo, a melhor forma de agir sem causar uma situação dessas é quitar todas as pendências, ou ter um seguro de Responsabilidade Civil Facultativa, popularmente conhecido como seguro a terceiros.

 

O seguro auto pode ajudar de alguma forma?

Para quem se pergunta qual é o papel do seguro auto nesse tipo de situação, devemos lembrar que existe a opção de Seguro RCF, que possui uma cláusula especial para situações em que você causa um acidente com vítimas.

Sendo assim, tudo o que você precisa fazer é reportar o sinistro para a sua seguradora – se tiver essa cobertura -, pegar os dados da outra pessoa (ou das outras pessoas, dependendo da gravidade do acidente) e passar para a empresa, que será responsável por entrar em contato com os envolvidos para indenizar em até R$50.000, conforme as políticas do mercado atualmente.

Esse valor abrange tudo o que citamos aqui (danos morais, físicos ao motorista e veículo, estéticos, lucros cessantes, despesas médicas e com advogados), o que torna um ótimo aliado para quem quer mais segurança e menos preocupações ou prejuízos financeiros, já que a possibilidade de causar um acidente é bem alta no Brasil.

 

Quando eu sei se tenho proteção contra terceiros no meu seguro?

Para saber quando essa proteção está disponível no seu plano, é preciso conferir a apólice de seguro e analisar se existe um tópico mencionando a RCF. Caso esteja presente, você tem a proteção; se não estiver, o que você pode fazer é consultar a sua seguradora para ver se é possível incluir no plano, com um aumento no valor do prêmio.

Por outro lado, se você ainda não fechou contrato, durante a cotação de seguro é possível conferir se o plano possui essa opção ou se você pode acrescentar para aumentar a sua proteção. Prático assim, e você já pode rodar sem maiores preocupações no dia a dia! ✨

 

Toda seguradora oferece essa cobertura?

Após entender como funciona o seguro de auto contra terceiros e como saber se ele está disponível, a dúvida que fica é se ele está disponível com todas as seguradoras de veículos.

E a resposta para isso é que, infelizmente, a proteção contra danos corporais no seguro auto ainda não é algo disponível em todas as empresas do ramo. O melhor a se fazer então, até como uma forma de evitar maiores problemas, é procurar uma seguradora que ofereça essa proteção extra.

Como forma de evitar maiores dores de cabeça e não ter que arcar com todos os custos gerados por um acidente de trânsito, o seguro auto com a cobertura de danos a terceiros é a melhor pedida para você!

E agora que você conhece melhor essa cobertura do seguro auto, que tal conferir o Blog da Pier Seguradora para saber ainda mais sobre como esse serviço funciona e ter total proteção com o seu carro?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: